HISTÓRIA

Conheça a origem, os
fatos e as curiosidades
mais importantes e
interessantes da família 
Proença. Por exemplo,
você sabia que todos os
membros de uma
família nasceram no
mesmo dia da semana?
A origem mais conhecida é a geográfica, tomada de freguesias em Portugal: Proença-a-Nova e Proença-a-Velha (Antenor Nascentes, II, 252). Há também uma linha francesa, do nome antigo de Provença do latim província [Anuário Genealógico Latino, IV, 62]. No Rio de Janeiro (Brasil) está registrada a família de Ana de Proença, uma das mais antigas, que deixou descendência a partir de 1658 com Manuel Veloso de Gusmão, português que faleceu no Rio em 1672. Outra importante família é a de Joaquim Júlio de Proença, que de seu casamento com Clarinda "Júlia Proença" (1862) deixou vasta descendência em Valença (região sul do estado do Rio de Janeiro). Em São Paulo cabe mencionar a família de origem portuguesa de Paulo Proença [c.1530, Guarda - ?] de Santo André, entre as mais antigas. Paulo foi Juiz Ordinário (1555) e deixou vasta descendência de seu casamento com Isabel Cubas (Santos, SP, 1557), esta neta de João Pires Cubas, patriarca da família Cubas (v.s.), de São Paulo (Silva Leme, VI, 179). Ainda em São Paulo, também de origem portuguesa, há a família de Antônio de Proença [c.1540, Belmonte - ?]. Moço da Câmara do Infante D. Luiz, Senhor de Belmonte e Duque da Guarda, Juiz Ordinário e de órfão de São Paulo [1582], Capitão de Cavalos de São Paulo [1599], Ouvidor e Auditor da Capitania de São Vicente e Capitania da Vila de São Paulo [1602]. Deixou numerosa descendência de seu casamento com Maria Castanho [c.1544, Monte-mor o Novo - ?] (Santos, SP, 1565), esta filha de Antônio Rodrigues de Almeida, patriarca desta família Castanho (v.s.), em São Paulo (Silva Leme, IV, 380). Linha Africana:
Sobrenome também adotado por famílias de origem africana. No Rio de Janeiro, entre outras, registra-se a de Romana de Proença, "mulata", casou em 1646, no Rio de Janeiro, com João Gaspar, "flamengo de nação" (Rheingantz, I, 233).

Cristãos Novos:
Sobrenome também adotado por judeus, desde o batismo forçado à religião Cristã, a partir de 1497. (Wolff, Dic. I, 163).

Heráldica:
Um escudo em campo partido em pala: a primeira, em campo verde, com uma águia preta de duas cabeças, armada e bicada de ouro; a segunda, em campo azul, 5 flores-de-lis de ouro, em aspa.

Timbre:
Uma meia águia de uma só cabeça, preta dos peitos para cima, sainte, bicada de ouro (Armando de Mattos - Brasonário de Portugal, II, 88). Século XVI: I - Afonso de Proença, cavaleiro da Casa do Cardeal-Infante. Brasão de Armas datado de 20.09.1536. Registrada na Chancelaria de D. João III, Livro XXII, fl. 120v: um escudo com as Armas da Família Proença, descrita acima. Diferença: uma brica de prata.

Elmo:
De prata, aberto, guarnecido de ouro. Paquife: de ouro, verde e azul. Timbre: o mesmo descrito acima (Sanches de Baena, Archivo Heráldico, I, 2); II - Belchior de Proença - Brasão de Armas de 19.07.1542: um escudo com as armas da família Proença. Diferença: um trifólio de ouro picado de vermelho.
 
....

CURIOSIDADES




            Seja bem-vindo às Curiosidades da Família Proença

Escolha no menu ao lado e saiba mais.
E você também pode colaborar. Se você conhece alguma curiosidade envie para nós através do Contato, teremos o maior prazer de colocar aqui.